Buscar
  • João M.M.F. Silva

Já ouviu falar da Blockbuster?


Se tem uma habilidade que foi testada no ano de 2020 foi a adaptabilidade. Pessoas tiveram que trocar de emprego, empresas tiveram que implementar medidas sanitárias nos seus processos, e clientes tiveram que se adaptar às novas formas de comércio. Mais do que nunca, adaptabilidade é uma questão de sobrevivência. Um exemplo clássico dessa necessidade é o caso Blockbuster e Netflix. Em 2015, a então gigante do mercado de locação de DVDs teve a oportunidade de comprar a Netflix pelo valor de U$ 50 milhões*; um valor irrisório se comparado ao valor de mercado da gigante do streaming em 2020 (U$ 158 Bilhões** durante a pandemia, superando o valor de mercado da tradicional Disney). Por outro lado, a Blockbuster foi incorporada pela Dish, mas foi esquecida por boa parte da população jovem. Nesse artigo vamos apresentar 4 passos para que sua empresa se torne cada vez mais adaptável.

O primeiro passo para flexibilizar sua companhia é se tornar uma pessoa adaptável. Normalmente, a cultura de uma empresa está relacionada à personalidade dos proprietários da mesma. Se você é uma pessoa inovadora, não será uma surpresa o fato de seu negócio também ser inovador. Por outro lado, se você não consegue se adaptar a mudanças, não é flexível, ou não absorve rapidamente uma nova circunstância, provavelmente, seu business também será rígido e lento na tomada de decisão.

O segundo passo é incentivar a resolução de problemas de modo criativo. Acredite, existem várias formas de resolver a maioria dos problemas. Isso não significa reinventar a roda, mas, em situações mais complexas, permitir que o pensamento crítico seja utilizado. Permita que seus colaboradores experimentem outras soluções. É possível que descubram uma maneira mais rápida e mais prática do que a forma praticada atualmente. Esse passo porém, pressupõe que você tenha uma tolerância maior ao erro, pois ele é inerente ao processo de inovação.

O terceiro passo para fazer de sua companhia uma empresa mais maleável vem justamente no sentido de evitar que seus colaboradores tentem reinventar a roda. Pra isso, treine os funcionários na execução de suas tarefas com maestria e na possibilidade de ocorrência de imprevistos. Por exemplo, em algumas escolas, os alunos são submetidos a um treinamento de evacuação da escola. Eles são treinados para uma situação indesejada, mas possível. Por que não ensinar seus colaboradores como reagir em situações que apesar de indesejadas, são possíveis de acontecer durante a execução de suas tarefas?

O quarto passo, que não necessariamente precisa ser o último, é ter capital de giro. A falta do mesmo é um dos principais motivos que levam os empreendimentos à falência. O motivo é bastante simples. Toda empresa precisa de um certo tempo pra se adaptar a uma nova realidade. Umas precisam de mais tempo, outras de menos. Considerando que o período de adaptação pode ser uma fase de receitas baixas, é essencial ter capital de giro para garantir a sobrevivência de sua empresa durante esse momento.

Para concluir, é importante lembrar que existem elementos dentro de uma empresa que não devem ser flexibilizados. Os valores éticos como respeito, honestidade, responsabilidade social, dentre outros, fazem parte dos elementos inegociáveis em uma empresa. Todavia, em relação às operações como marketing, desenvolvimento de produto e produção, é necessário que sua companhia esteja sempre pronta a se adaptar. Afinal de contas, 2020 provou que adaptação é uma questão de sobrevivência.


Disponível em: *https://www.businessinsider.com/blockbuster-ceo-passed-up-chance-to-buy-netflix-for-50-million-2015-7

**https://economia.uol.com.br/noticias/bloomberg/2020/03/24/netflix-supera-disney-em-valor-de-mercado-em-meio-a-quarentenas.htm

4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
 
  • Facebook
  • Instagram
  • YouTube
  • LinkedIn

©2020 by Right Path Business Solutions Inc.